Xandre Martinelli

professor de teatro

O ator Xandre Martinelli é licenciando em Artes Cênicas da Universidade de Brasília – UnB e desde 2014 atua como professor da Escola de Teatro Musical Espaço Arte, no DF. Atuou como ator-pesquisador na Coletiva Teatro, linha de pesquisa do Grupo de Pesquisa Criação em Coletivo para a Cena (CRICOCEN). Com a Coletiva Teatro, estreou em abril de 2018 o espetáculo original "O Amor que Habito" alcançando sucesso de público. Em junho de 2018 o espetáculo teve sua estreia internacional na Universidade Estadual do Texas, Estados Unidos. Em julho do mesmo ano estreou o espetáculo "Uma Sonata Familiar" também na Universidade do Texas, uma parceria entre a Coletiva Teatro e a Texas State University, que contou com a direção de Nitza Tenenblat e o diretor internacionalmente reconhecido Michael Rau. Em agosto de 2016, participou com a Coletiva Teatro do evento "Performance Labor and Athe @30" da Association for Theatre in Higher Education na cidade de Chicago (USA), na mesa Latina fortalecendo as discussões sobre pesquisas cênicas da atualidade. Foi premiado por dois anos consecutivos (2016 e 2017) pela Universidade de Brasília pelas suas contribuições à área científica no campo das artes cênicas através dos projetos "O Diário de Bordo como ferramenta de criação individual do ator na criacão em coletivo" e "A vulnerabilidade do ator no processo de construção de cenas", trabalhos que tiveram reverberação em congressos locais e nacionais.

 

No período de Abril de 2018 à julho de 2018 trabalhou como assistente de direção no espetáculo "Vidas Secas", espetáculo patrocinado pelo Fundo de Apoio a Cultura do DF que contou com a montagem da obra de Graciliano Ramos com alunos do Centro de Ensino Médio 02 de Planaltina, espetáculo que foi convidado a integrar a programação da Bienal do Livro em 2018. Com trabalhos profissionais desde o ano de 2004, Xandre ingressou no Grupo de Teatro Barcaça dos Beltranos, onde permaneceu até 2013, participando dos espetáculos "Pimbinha", "O Casamento do Pequeno Burguês", "Lisbela e o Prisioneiro", "O Bem Amado", dentre outros sob a direção e Daniel dos Santos. Trabalhou como diretor cênico nos espetáculos "Divertidamente - O musical", "Camp Rock - O musical" e no espetáculo "Rock Brasília: Ritmo e Irreverência", que contou com a presença de cantores renomados da cidade. Em 2013 estreou o espetáculo musical "Boa Sorte" dirigido por Gabriel Estrela. Atuou no Grupo de Pesquisa Cênica do SESC, com o espetáculo de rua "O Auto da Compadecida", sob a direção de Rogero Torquato e Eliana Carneiro. O espetáculo, que teve sua estreia em 2014, realizou mais de 40 (quarenta) apresentações em temporadas em Brasília e no Festival Nacional Amazônia Encena na Rua, de Porto Velho/RO.


Na modalidade de dança-teatro, trabalhou nos espetáculos "Michael Jackson – O Legado de um Rei", sob a direção de Pako Rocha, além de participar dos Festivais Mexido de Dança e Festival Dança Universitária. Dançou com a Cia. de Dança Carol Dornas, apresentando os trabalhos "O Rei Leão", "A Bela e a Fera", dentre outros. Apresentou o espetáculo musical "Coração Leal", com a diretora Cássia Gentile. Ministrou 3 cursos intensivos de Teatro Físico em Brasília, sendo eles dois para alunos do Centro de Ensino Médio 417 e 404 de Santa Maria, e um aberto para a comunidade de artistias brasilienses que aconteceu no Espaço Arte Brasília. Foi convidado pela Cia. Fábrica de Teatro a participar dos ensaios fotográficos "[Nu] Objeto" e "Que gosto tem seu beijo?", projetos realizados em parceria com o fotógrafo Daniel Fama e que culminaram em uma exposição de arte física em Brasília com interatividade com a internet, sendo acessada por mais de 1 milhão de pessoas entre 2014 e 2016. Em cinema, participou como ator do curta- metragem "Miopia" (2015) e como figurante do longa metragem "Uma loucura de mulher" (2016), protagonizado por Mariana Ximenes com direção de Marcos Ligocki. Em sua formação profissional, passou com workshops intensivos com o diretor Vik Silvalingan, da Royal Shakespeare Company, com Michael Rau, ex-assistente e parceiro de trabalho de Anne Bogart, com o ator doutor Renato Ferracini, e Carlos Simioni, do Lume Teatro, com a atriz do Actor's Gang de Los Angeles Lauren Lane, dentre outros. 

IMG-20181115-WA0069.jpg
IMG-20181115-WA0073.jpg
IMG-20181115-WA0067.jpg
IMG-20181115-WA0072.jpg
IMG-20181115-WA0068.jpg